Fafião, 2 de Outubro de 2011

Madrugando, começamos a caminhada na bela Cascata do Arado, ainda com bastante água.

Subimos, subimos, subimos, passamos por um belo prado com garranos e voltamos a subir, subir, subir.

Com tanto subida, chegamos ao ponto mais alto da zona, o Borrageiro. Com aquelas vistas extraodinárias, as maquinas não pararam de disparar.

A paisagem era 100% Gerês, o puro Gerês!! Passamos ao lado do prado do Conho (alguns foram mesmo até lá) e seguimos até à imponente Rocalva. Houve quem tentasse subir até lá cima, mas ficou a faltar algum material de escalada. Teria que ficar para a proxima.

Descemos progressivamente até à Tribela e daí até ao Arado por um estradão.

Foi um dia longo, mas levamos uma boa recompensa.