Fafião, 25 Abril 2010

Dada a prevista dificuldade do trilho, o grupo dividiu-se tendo um começado às 7h00, enquanto o outro começou às 9h00, ambos em Fafião.

O inicio é algo descampado, com muito sobe e desce, mais sobe que desce. Nas pastagens encontramos diversos cavalos e entramos no verdadeiro Gerês.

O trilho passou a ser de montanha, muito estreito e pedregoso e com o rio cristalino em baixo. Verdadeira paisagem a ser apreciada.

Pouco antes de chegarmos à barragem de Porto de Lage, alcançamos o primeiro grupo. Com as Sombrosas bem à nossa frente, iniciamos a penosa subida, tendo depois que descer até ao rio, para continuar o trilho, onde almoçamos.

Contornando o Fichinhas chegamos ao um prado com abrigos dos pastores. Continuamos a subir, agora em direcção a Rocalva, com o Roca Negra por perto. Foi aqui que nos cruzamos com outros grupos a fazer o trilho no sentido inverso, mas conhecedores dos Domingueiros!!

Iniciamos a descida, contemplando o profundo Gerês, chegando entretanto a umas cabadas, bastante reconstruidas, indicadores que a civilização já estava proxima.

O final vertiginoso por trilho zizagueante, levou-nos de volta à estrada e aos carros.