Gerês, 4 Outubro 2009

Apesar das chuvas dos dias anteriores, o Domingo prometia bom tempo. O que se veio a confirmar...até certa altura...

Deixados os carros junto à casa do guarda florestal, descemos a estrada e iniciamos em grande!! Isto é, com uma grande...subida. Sempre a subir.

Á medida que se ia subindo, ia melhorando a area de visão sobre o Gerês. E as catilenas que por vezes se ouvia, davam uma ajuda às pernas, distraindo.

Umas formações rochosas peculiares convidaram-nos a ficar para almoçar.

Chegados ao planalto, começarmos então à procura dos prados. Um grande aqui, outro maior ali...mas não era suposto haver mais subidas.

A paisagem tipica do Gerês estava por todo o lado, ou não estivessemos mesmo no interior da Serra do Gerês. O trilho estava marcado com diversas mariolas. Umas bem grandes, outras a precisar de um reforço. Ao longe viam-se duas, a marcar uma portela, por onde teriamos que passar.

Mais um prado, mas um reforço alimentar. Mas com tudo isto, o tempo ia passando. O trilho estava mesmo a render. A determinado ponto, dava para ver o Pico da Nevosa, bem destacado a norte.

E finalmente começamos a descer. Mas não estavamos "sozinhos". O nevoeiro começou a acompanhar-nos, o que nos obrigou a manter-nos mais proximos. Pouco depois veio uma chuva timida, mas que rapidamente se pôs à vontade! Ainda passamos por mais um prado, mas passou-nos literalmente ao lado. Estava a começar a escurecer.

A descida continuava, sempre guiados pelo GPS para não dar margem a erros. Até que alguem começa a ver telhados e a ouvir carros. Estavamos a chegar, e ainda com luz!

Conclusão: rendeu!!!!