Vila Real, 18 Janeiro 2009

A neve das semanas anteriores fez-nos deixar para os últimos dias, a decisão de fazer este trilho, ou arranjar uma alternativa, em altitudes mais baixas.

Graças à chuva, persistente neste domingo, que derreteu a neve avançamos como planeado.

Começamos em Vila Cova, aldeia transmontana encaixada entre dois montes. Iniciamos com uma boa subida, como que para aquecer. As cores invernais pintavam a paisagem.

Inicialmente, o trilho decorre por estrada alcatroada, passando depois para um caminho bem largo, de terra batida. Apesar de recente, não está muito bem marcado, faltando por vezes sinalização em desvios. É necessário acompanhar atentamente com o mapa.

Como a chuva teimava em nos acompanhar, tivemos que fazer uma pequena pausa para repor energias, debaixo de árvores, num pequeno bosque denso.

Passamos por uma localidade com diversos azevinhos, mas sem encontrar o famoso com 10m.

E iniciamos a descida, de volta a Vila Cova. Via-se bem ao fundo os telhados a aldeia, e os respectivos campos e pastagens. Adivinhava-se o Alvão, mas o denso nevoeiro não permitiu fotografias.

Depois de passar por uma capela, chegamos finalmente às minas. Foi altura do upgrade. Saímos do trilho marcado e fomos visitar as minas, e almoçamos numa das habitações que serviriam de apoio. Optamos então por dar um pouco mais de emoção à caminhada, descendo directo em direcção à aldeia, a corta mato, onde rapidamente atingimos a igreja, terminando o trilho.

Pessoalmente, fiquei muito surpreendido com o elevado numero de participações: 17!! No Inverno e saindo de casa já com chuva, demonstrou de que são feitos os domingueiros!!!! Cada vez mais duros…