Arouca, 15 de Agosto de 2007

Estava combinado a saída na capela de São Macário na terra das castanhas doces (Arouca) e assim foi….

O caminho antigo desde São Macário de ligação à aldeia da Pena levou-nos por trilhos sinuosos e perigosos mas no entanto com muita beleza. Várias foram as paragens para desfrutar os riachos e respectivas cascatas com a sua flora característica.

De encontro à aldeia da Pena com os seus 10 habitantes, o xisto é ainda característica marcante em todas as casas.

A passagem pela aldeia levou-nos a passar perto da tasquinha mas como bons caminheiros tivemos que resistir e esse encontro teve que ser adiado…

O regresso a São Macário deu-se por um caminho mais moderno mas ainda assim longo devido ao um percalço ( i.e. engano)

No final do dia, cansados mas orgulhosos nada como a visita adiada (mas agora de carro) à tasquinha da aldeia da Pena e desfrutar de um licor de mel e de uma chouriça assada quentinha!!!!!!!!! Hummmmmmmmmmm!

Entretanto, outros dois Domingueiros, que por questões de horário, não conseguiram acompanhar o grupo principal fez um pequeno trilho em Rossa, o Vale do Urtigosa.

Apesar de estar perto à estrada nacional, o trilho é surpreendentemente rural e pedestre.

Começou-se por passar por umas "levadas", como que um treino para a Madeira. Passando ocasionalmente por umas aldeias, rapidamente regressavamos a trilhos de pé posto. Uns apertados, outros um pouco escarpados, mas todos muito bonitos. Por vezes a chuva marcava presença, mas sem aborrecer muito. Fica a nota que o trilho está mal marcado, obrigando a uma atenção extra.